Reivindicações pedem julgamento civil de Zimmerman

Ex-vigia foi absolvido nos EUA das acusações criminais pela morte a tiro do adolescente negro Trayvon Martin

O Estado de S. Paulo,

15 de julho de 2013 | 12h59

WASHINGTON - Duas reivindicações à Casa Branca para que o governo dos Estados Unidos inicie um julgamento civil contra George Zimmerman, ex-vigia absolvido no processo criminal pela morte do jovem negro Trayvon Martin, já reuniram milhares de assinaturas nesta segunda-feira, 15, no país.

Os abaixoassinados reivindicam que o Departamento de Justiça e o Procurador-geral dos EUA, Eric Holder, acusem judicialmente Zimmerman pela privação do direito civil de Martin à vida. As reivindicações precisam atingir 100 mil assinaturas em um mês para que a Casa Branca responda.

Os pedidos foram abertos no sábado, após a divulgação da decisão do júri, composto por seis mulheres, em Sanford (Flórida). O julgamento durou 16 horas.

Críticos afirmam que Zimmerman suspeitou equivocadamente que Martin, de 17 anos, era um marginal porque era negro, o que tornaria o caso uma questão de direitos civis. Advogados do ex-vigia argumentaram que ele agiu em legítima defesa quando encontrou Martin no interior de um condomínio fechado.

Nesta manhã, uma das petições tinha 1.161 assinaturas e a outra, 13.206.

O Departamento de Justiça, em comunicado divulgado no domingo, informou que sua divisão de Direitos Civis, o FBI (polícia federal americana) e a Procuradoria-Geral dos EUA para o Distrito Meio da Flórida avaliam as provas apresentadas durante o julgamento. "Promotores federais experientes determinarão se as provas revelam uma violação judicial de algum dos estatutos federais de direitos civis."/ EFE

 
Tudo o que sabemos sobre:
George ZimmermanEUATrayvon Martin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.