Efe
Efe

Rejeição a governo Maduro cresce para 59% na Venezuela, diz pesquisa

Segundo levantamento, mesmo entre chavistas, há descontentamento com os rumos do país

O Estado de S. Paulo,

05 Maio 2014 | 11h58

CARACAS  -  Uma pesquisa publicada nesta segunda-feira, 5, na Venezuela pelo diário El Universal indica que 59,2% dos venezuelanos desaprovam o governo do presidente Nicolás Maduro.

Segundo o levantamento do instituto Datanálisis, mesmo entre chavistas, há descontentamento com os rumos do país. Um em cada dois partidários do governo acredita que a situação atual da Venezuela é negativa.

Entre os que se declaram como opositores, esse número sobe para 96,9%. Dos que não são nem chavistas nem da oposição, segmento conhecido na Venezuela como "ni-ni", 89,6% estão descontentes. No geral, oito em cada dez venezuelanos estão pessimistas com o país.

Desde novembro, a desaprovação a Maduro cresceu 15 pontos porcentuais. O presidente ainda é visto por 31,8% da população como responsável pela crise econômica e política do país. Para 65% dos venezuelanos, seu governo é instável.

A pesquisa foi feita com 1,3 mil pessoas entre 31 de março e 20 de abril. A margem de erro é de 2,5 pontos porcentuais para mais ou para menos. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Venezuela Nicolás Maduro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.