Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Relação com pastor polêmico não afetou Obama, diz pesquisa

A ligação de Barack Obama com umpolêmico pastor evangélico de Chicago não afetou a candidaturapresidencial do senador norte-americano, segundo pesquisadivulgada na quinta-feira, apesar de terem surgido novospotenciais problemas envolvendo sua igreja. De acordo com o Centro de Pesquisas Pew, os vídeos com osinflamados sermões do reverendo Jeremiah Wright e o subsequentediscurso de Obama sobre a questão racial, na semana passada,foram os eventos que mais atraíram a atenção da opinião públicana atual campanha eleitoral. Apesar da polêmica, o senador mantém vantagem sobre HillaryClinton na disputa interna do Partido Democrata, por 49 a 39por cento. Foram ouvidos 1.503 adultos entre os dias 19 e 22 demarço. Embora a candidatura de Obama não tenha sido afetada, amaioria dos entrevistados que souberam dos sermões de Wright sesentiu ofendida. No púlpito, Wright argumentou que o 11 de Setembro foi umcastigo pela política externa dos EUA e afirmou que o país éracista. A pesquisa coincide com o surgimento de novas informaçõessobre a Igreja Unida da Trindade de Cristo, que Obama frequentahá duas décadas, em Chicago. Uma publicação cristã chamada Baptist Messenger disse que aigreja publicou em julho um artigo pró-Hamas e contra Israelnum boletim interno. No texto, que teria sido republicado do Los Angeles Times,um dirigente do grupo islâmico palestino Hamas reitera a recusado grupo em reconhecer o direito de Israel à existência. O Baptist Messenger disse que a coluna foi publicada na"Página do Pastor", mantida por Wright. Além disso, a revista Trumpet, da qual Wright éexecutivo-chefe, publicou no final de 2007 um artigo do pastorem que ele descreve a crucificação de Jesus como "umlinchamento público no estilo italiano", disse a CNSNews.com. Em entrevista à CNBC, Obama falou sobre a nova polêmicaenvolvendo o pastor: "Acho que já falei exaustivamente arespeito da questão do reverendo Wright. E, sabe, acho quetodos que examinam a igreja que frequento sabem que é umaigreja muito tradicional, convencional", afirmou. Segundo Obama, Wright fez "algumas declaraçõesperturbadoras e algumas declarações assustadoras, que eucondenei".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.