Relatório diz que região tem déficit democrático

Um relatório da Organização dos Estados Americanos (OEA) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) vê de forma crítica a democracia na América Latina. O documento ressalta que o poder está concentrado nas mãos de uma minoria e a região tem os mais altos níveis mundiais de desigualdades socioeconômicas. A América Latina ainda sofreria com "governos fracos e crises de representação". "Democracia não se refere apenas a voto, mas à liberdade", destaca o relatório.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.