Relatório revela erros da inteligência americana sobre Irã

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos não estão preparados para avaliar corretamente a capacidade nuclear do Irã e suas intenções de desenvolver armas de destruição em massa, afirma um relatório do Congresso divulgadoNesta quarta-feira. O documento, elaborado por assessores do Comitê de Inteligênciada Câmara de Representantes, afirma que há "lacunas significantes emnosso conhecimento e entendimento em várias áreas preocupantes sobreo Irã". Os políticos "necessitam de inteligência de alta qualidade" para avaliar as intenções iranianas e se preparar para uma possível rodada de negociações sobre o desarmamento nuclear do país. "Há muitas coisas sobre o Irã que não conhecemos", ressalta o texto. Os assessores consideram que as "enormes lacunas deconhecimento sobre os programas nucleares, biológicos ou químicos iranianos" geram uma "preocupação especial". O Irã representa uma "ameaça séria de segurança" para a qual os EUA "necessitam de uma melhor inteligência", assim como melhores análises sobre a política ou a economia do país. O relatório foi divulgado um dia após Teerã anunciar oficialmente sua resposta à oferta de incentivos apresentada pelas principais potências ocidentais para que suspendesse seu programa nuclear. O Irã reiterou que não pensa em suspender seu programa deenriquecimento de urânio, mas ofereceu uma "nova fórmula" para resolver a crise através do diálogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.