Relatório sobre acidente em voo Rio-Paris pede mais treinamento

Investigadores franceses pediram nesta sexta-feira um treinamento melhor para os pilotos após um relatório sobre o acidente com um avião da Air France que fazia a rota Rio de Janeiro-Paris há dois anos determinar que a tripulação ignorou alertas sobre a velocidade e procedimentos padrão.

REUTERS

29 de julho de 2011 | 07h27

O BEA, agência francesa que investiga acidentes aéreos, disse que os pilotos não discutiram os repetidos alarmes sobre perda de velocidade antes de o Airbus que pilotavam cair 38 mil pés e mergulhar no oceano a 200 quilômetros por hora, matando todas as 228 pessoas a bordo.

O BEA emitiu 10 novas recomendações de segurança, incluindo mais treinamento sobre como pilotar aeronaves manualmente em grandes altitudes.

(Reportagem de Tim Hepher)

Tudo o que sabemos sobre:
ACIDENTEAIRFRANCERELATORIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.