Relatório sobre terrorismo dos EUA inclui OLP

Pela primeira vez, o Departamento de Estado irá incluir críticas à principal facção da Organização de Libertação da Palestina (OLP) num relatório anual sobre terrorismo a ser divulgado na próxima semana, noticiou hoje o jornal USA Today.O relatório irá incluir acusações israelenses de que a facção Fatah participou em atividades terroristas contra Israel, divulgou o jornal, citando fontes não identificadas."Isto lança as bases intelectuais para declarar esses grupos organizações terroristas estrangeiras", disse Kenneth Katzman, um especialista em Oriente Médio do Serviço de Pesquisa do Congresso, ao jornal.O relatório não irá dizer que grupos filiados à OLP são organizações terroristas, uma classificação criada pelo Congresso que aumentaria a pressão sobre os EUA para romper laços com a OLP.Uma coalizão de legisladores enviou no começo do mês uma carta ao presidente George W. Bush pedindo a ele para revaliar as relações dos Estados Unidos com os palestinos, acusando-os pelo colapso das negociações de paz na região.A carta, assinada por 209 deputados e 87 senadores, pede a Bush para considerar o fechamento do escritório da OLP em Washington e a suspensão do envio de ajuda dos EUA para os palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.