Religioso é preso por dizer que tremor foi vingança de Deus

A polícia turca prendeu hoje um líder de uma seita islâmica por ele ter afirmado que a ocorrência de uma forte terremoto foi uma vingança de Deus contra a política secular da Turquia. Mehmet Kutlular, líder da seita Nur Cemaati, foi sentenciado a dois anos de prisão por incitar o ódio religioso.Ele distribuiu um folheto no qual afirmava que o tremor ocorrido em agosto do ano passado no nordeste do país, no qual 17.000 pessoas morreram, foi uma retribuição divina pelas leis que banem o comportamento islâmico em escolas e prédios públicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.