Remoção dos escombros do WTC deve terminar em 6 meses

De início, esperava-se que a assustadora tarefa de remover as ruínas do World Trade Center fosse demorar um ano a um custo de US$ 7 bilhões, mas agora os trabalhadores esperam concluir a remoção dos escombros até meados deste ano, a um custo estimado em cerca de US$ 1 bilhão. A prefeitura e as equipes encarregadas da tarefa dizem que a limpeza da área foi mais rápida devido aos turnos mais longos de trabalho e à atitude adotada pelos encarregados de que as famílias das vítimas merecem que o trabalho chegue ao fim sem demora. As equipes ainda trabalham durante 24 horas por dia - muitas vezes sob a chuva ou neve a temperaturas inferiores a 30 graus negativos. Os trabalhos atingiram o subsolo no mês passado e já cavaram um buraco que já chega à profundidade do sétimo andar subterrâneo do antigo WTC. Centenas de caminhões continuam levando a cada dia os destroços para fora da cratera, que agora já somam mais de 1 milhão de toneladas. Os escombros "provavelmente contêm restos (de pessoas)", de acordo com o comissário Kenneth Holden. Das cerca de 2.900 vítimas do ataque, os restos de 684 foram encaminhados para reconhecimento ao Instituto Médico Legal. Depois de terminada e limpeza do local, em cerca de cinco meses, deverá ter início a recuperação da área, inclusive com a reconstrução de um túnel do metrô. Na superfície, o investidor que explora a área quer construir um grupo de edifícios de estrutura mais modesta e um memorial às vítimas.

Agencia Estado,

23 Janeiro 2002 | 13h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.