Renuncia secretário pessoal do príncipe Charles

Michael Fawcett, secretário pessoal do príncipe Charles, renunciou a seu cargo depois de uma longa investigação no palácio St. James sobre irregularidades que surgiram com a venda de presentes oficiais recebidos pelo herdeiro do trono britânico. "Estou muito agradecido ao senhor Fawcett por tudo o que ele fez nos últimos anos e lhe desejo êxito no futuro", afirmou Charles, que está na Bulgária, em visita oficial. As investigações começaram há quatro meses, quando foi concluído o processo contra Paul Burrell, ex-mordomo da princesa Diana. Ao término desta investigação, a polícia concluiu que a equipe de Charles tinha o hábito de vender os presentes que eram enviados ao príncipe, e Fawcett está entre os acusados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.