Rep. Centro-Africana: ONU quer mediar fim do conflito

O chefe das operações de manutenção da paz das Nações Unidas, Herve Ladsous, espera que o Fórum de Reconciliação Nacional que irá ocorrer na próxima semana no Congo possa acabar com as hostilidades no conflito sectário na República Centro-Africana.

AE, Agência Estado

17 de julho de 2014 | 00h06

Ladsous conversou com repórteres depois de participar de uma reunião com representantes de diversas nações nesta quarta-feira que tinha como objetivo traçar um roteiro para tentar cessar com a violência na República Centro-Africana. O primeiro passo, segundo ele, é a participação em um fórum na capital da República do Congo, Brazzaville, com início partir de 21 de julho.

Milhares de pessoas foram mortas desde que a crise política se aprofundou no país em dezembro e provocou uma violência sem precedentes entre as comunidades cristãs e muçulmanas.

"A esperança é que possa ser decidido que as hostilidades cessem e que as armas baixem", disse Ladsous. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
República Centro-AfricanaONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.