Reparo do superjumbo da Qantas custou US$ 143,6 mi

Os reparos no Airbus A380 de propriedade da companhia aérea australiana Qantas, cuja aeronave sofreu danos no motor ao longo de uma viagem, em Cingapura, em novembro de 2010, custaram cerca de 139 milhões de dólares australianos (US$ 143,6 milhões).

Agência Estado

20 de abril de 2012 | 03h08

Segundo a empresa, os reparos ocorreram no prazo previsto, dentro do orçamento estipulado e tiveram a cobertura do seguro. As informações foram dadas por executivos da Qantas e da fabricante da aeronave, a europeia Airbus.

O "Nancy Bird-Walton" decolará de Cingapura no sábado e recomeçará seus voos comerciais no dia 28 de abril, informou o chefe do centro integrado de operações da Qantas, Alan Milne. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
QANTASA380

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.