Repórter da 'sapatada' fez carta após tortura, diz irmão

A carta de desculpas do jornalista iraquiano Muntadhar al-Zeidi, que jogou seus sapatos no presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, foi escrita contra a vontade dele, disse hoje o irmão do repórter, Uday al-Zeidi . O governo iraquiano informou na semana passada que o repórter escreveu uma carta de desculpas e pediu que o primeiro-ministro do Iraque, Nouri al-Maliki, concedesse o perdão a ele. Uday disse que a carta foi escrita por causa de torturas durante a detenção. "Ele me disse que não tinha arrependimento pelo que fez e que faria isso de novo", afirmou Uday, em entrevista por telefone. Muntadhar al-Zeidi lançou seus sapatos em Bush durante uma entrevista coletiva no dia 14, em Bagdá. O presidente norte-americano desviou da sapatada. "A coisa que faz chorar e rir ao mesmo tempo é que enquanto o primeiro-ministro disse que meu irmão não era torturado nem seria, ele estava sob forte tortura por autoridades de segurança", afirmou Uday. Ele afirmou que visitou o irmão na prisão no domingo e viu ferimentos mais graves, incluindo a falta de um dente e queimaduras nas orelhas feitas com cigarro. Uday também disse que o repórter foi submetido a banhos de água fria quando estava nu. Segundo ele, o jornalista pretende abrir um processo para apurar os ferimentos, porém não deu detalhes sobre quem seria acusado.As autoridades não comentaram as declarações do irmão do preso. Maliki afirmou que na carta de desculpas o repórter disse que um famoso terrorista, cujo nome não foi revelado, o induziu a jogar os sapatos em Bush. Nem Bush nem Maliki abriram um processo contra Al-Zeidi, porém o magistrado Dhia al-Kinani disse na semana passada que não tinha a alternativa legal de arquivar o caso. O repórter deve ser acusado por insultar um líder estrangeiro e pode passar até dois anos na prisão. O julgamento deve começar no próximo dia 31, segundo Uday. Membros da corte ainda não anunciaram a data.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.