Repórter de rádio é assassinado no norte das Filipinas

Um repórter de rádio morreu esfaqueado na quarta-feira à noite por um desconhecido na província de Ilocos Norte, cerca de 410 quilômetros a norte de Manila, confirmou a Polícia local.Andy Acosta, repórter da emissora "DZJC", foi apunhalado três vezes no abdômen e morreu a caminho do hospital no povoado de Batac, declarou o diretor da Polícia regional, general Leopoldo Bataoil, que ainda investiga o motivo do assassinato.Com a morte de Acosta, já são 12 os profissionais da imprensa mortos de forma violenta no arquipélago este ano, um a mais que em 2005. A maioria criticava casos de corrupção nas administrações locais e em instituições como a Polícia e o Exército.As forças de esquerda acusam o Exército e os paramilitares pelos assassinatos e denunciam um plano para eliminar do mapa político os elementos mais comprometidos com a mudança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.