Repórter egípcio é morto em posto militar

Agentes de segurança disseram que Tamer Abdel-Raouf, um jornalistas egípcio que estava trabalhando para um jornal estatal, foi morto à tiros por soldados em uma base militar. Segundo as fontes, que preferiram não se identificar, o incidente aconteceu nesta terça-feira perto do Cairo.

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2013 | 09h37

O jornalista, que trabalhava para o jornal Al-Ahram, e um colega estavam na estrada após uma entrevista com o recém-nomeado a governador da província de Beheira. Os dois foram parados em uma base militar e os soldados exigiram suas carteiras de identidade e comprovantes de que eram da imprensa.

Depois de terem cumprido com o pedido, os soldados disseram que os dois tinham violado um toque de recolher noturno imposto pelos militares.

As fontes disseram que Abdel-Raouf e o outro jornalista passaram a dirigir sem

permissão. Em seguida, um soldado do posto de controle abriu fogo, matando Abdel-Raouf. O colega do jornalista morto ficou ferido quando o carro bateu em uma árvore. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
egitoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.