Repórter que atacou Bush foi agredido, acusa irmão

O jornalista Muntadhar al-Zeidi, que lançou seus sapatos no presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, foi entregue às Forças Armadas do Iraque, informou hoje um funcionário do país. O jornalista foi inicialmente detido por autoridades civis, após lançar os sapatos contra Bush em uma entrevista coletiva, anteontem, na capital iraquiana.O irmão mais velho de Al-Zeidi, Dargham, afirmou à BBC que o jornalista teve uma mão e costelas quebradas, um ferimento no olho e também uma hemorragia interna na prisão. As autoridades iraquianas não haviam comentado as acusações.O repórter pode enfrentar processos por insultar um líder estrangeiro e também o primeiro-ministro iraquiano Nouri al-Maliki, que estava ao lado de Bush no momento da tentativa de agressão. Bush desviou dos sapatos.Protesto - Em Mossul, terceira maior cidade iraquiana, localizada ao norte de Bagdá, perto de mil pessoas protestavam contra a prisão do repórter. Outras 200 se manifestavam em Nasiriyah, cidade xiita 320 quilômetros ao sudeste da capital, e algumas centenas em Falluja, município sunita a oeste.Em Bagdá, o presidente do Sindicato dos Jornalistas Iraquianos, Mouyyad al-Lami, qualificou a ação de Al-Zeidi como "estranha e não profissional". Porém, também pediu a Maliki que o perdoe "porque ele tem família e ainda é jovem". O repórter xiita é solteiro, tem 28 anos e trabalha para uma pequena emissora iraquiana, a Al-Baghdadia.Ontem, milhares de pessoas pediram a libertação de Al-Zeidi, não apenas no Iraque, mas por todo o mundo árabe. A iniciativa reflete a insatisfação com a invasão do Iraque em 2003 e com a política em geral dos EUA para o Oriente Médio.Explosão - Uma bomba explodiu hoje no centro de Bagdá, ferindo três policiais e três civis, segundo a polícia. Os militares norte-americanos afirmaram que mataram três supostos insurgentes e detiveram outros três, em diferentes operações contra a Al-Qaeda no norte do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.