Represa poderá inundar cidade-natal de Buda

O governo do Nepal solicitou formalmente à Índia para que detenha seus planos de construir uma barragem que ameaça inundar o local de nascimento de Buda. O pedido foi através de uma carta enviada hoje a Nova Délhi pelo Ministério dos Recursos Hídricos nepalês. Há quatro meses, a Índia começou a construi a barragem Rassiyal-Khurda-Lautan sobre o Rio Danav, a cerca de 200 metros da fronteira com o Nepal. A represa que se formará no local ameaçaria a localidade nepalesa de Lumbini, onde nasceu Gautama Siddhartha, que é chamado de Buda há mais de 26 séculos. A UNESCO, o braço cultural da ONU, declarou o lugar como patrimônio da humanidade. A Índia, por sua vez, afirma que o verdadeiro local de nascimento de Buda está em seu território, não no Nepal. No entanto, em 1996 um grupo de arqueólogos descobriu, em Lumbini, um pilar comemorativo levantado pelo imperador indiano Ashoka no ano 249 a.C., para marcar o nascimento de Buda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.