Representantes coreanos discutem questão nuclear na China

O negociador sul-coreano sobre assuntos relacionados à Coréia do Norte, Chun Yung-woo, e seu correspondente norte-coreano, Kim Kye-gwan, se reúnem nesta terça-feira em Pequim para tratar de restabelecer as conversações sobre o programa nuclear do regime de Pyongyang. A informação é do ministro de assuntos estrangeiros sul-coreano nesta terça-feira. O encontro busca reatar as negociações entre China, Japão, Rússia, Estados Unidos e as duas Coréias, países que tentam resolver a questão nuclear de Pyongyang. O encontro é o último de uma série de diálogos que envolvem as seis nações e visa definir uma data para o reinício das negociações para desmantelar o programa nuclear norte-coreano. A reunião entre os dois negociadores das Coréias acontece depois dos contatos bilaterais mantidos na semana passada em Berlim entre Estados Unidos e Coréia do Norte. Este último país se gabou de "um certo acordo". Um diário sul-coreano informou na segunda que Pyongayangmostrou disposição em suspender suas atividades nucleares e permitir o acompanhamento do Organismo Internacional de Energia Atômica (OIEA), mas até o momento nada foi divulgado oficialmente. Caso confirmada a informação, os Estados Unidos poderiam aportar recursos econômicos com um maior compromisso para solucionar a paralisa dos fundos norte-coreanos no Banco Delta Ásia em Macau. A reunião de dezembro entre os seis países, a primeira depois do teste nuclear da Coréia do Norte, não progrediu. Os representantes dos seis países esperam que as negociações sejam retomadas antes do meio de fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.