Representantes do Mercosul discutem direitos humanos na Argentina

A IV Reunião de Autoridades em Direitos Humanos do Mercosul, encontro criado em 2004 no qual participam funcionários e representantes da sociedade civil, começou nesta quinta-feira em Buenos Aires e termina amanhã.Entre os objetivos do evento, está a aprovação de um plano de trabalho para os próximos anos, como a criação de um Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos com a amplitude do bloco. Os representantes de países da América Latina também buscam estruturar um fórum contra a discriminação, o racismo, a xenofobia e a formação de indicadores de progresso em matéria de direitos econômicos, sociais e culturais na região.Carlos "Chacho" Alvarez, presidente da Comissão de Representantes Permamentes do Mercosul, disse que existe um desequilíbrio no bloco regional por causa da preponderância dos temas comerciais.Estiveram presentes na reunião os representantes da Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e os dos países associados ao Mercosul: Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.