Repressão a partidários de Morsi deixa 6 mortos

Milhares de partidários do presidente deposto do Egito, Mohamed Morsi, marcharam ontem por bairros do Cairo e de outras cidades do país para exigir seu retorno ao poder, ignorando advertências de que as forças de segurança abririam fogo se os protestos se tornassem violentos. Embora a maioria dos protestos tenha transcorrido sem incidentes graves, uma fonte do governo disse que pelo menos 6 pessoas morreram, 50 ficaram feridas e 20 foram presas em todo o país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.