Repressão a protestos causa 2ª morte no Bahrein

Milhares de xiitas voltaram a marchar ontem na capital do Bahrein após a morte de mais um manifestante antigoverno. Cometido por forças policiais, o assassinato ocorreu durante o funeral de Ali Abdulahi Mushaima, de 21 anos, que havia sido morto no protesto da véspera.

, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2011 | 00h00

Inspirados pelos eventos no Cairo, manifestantes que exigem a saída do premiê Khalifa bin Salman al-Khalifa - no poder desde 1971 - voltaram a entrar em confronto com a polícia. Cerca de 2 mil pessoas se juntaram ao cortejo que levava o corpo de Mushaima até a casa de sua família. Foi quando a polícia tentou acabar com a manifestação, usando balas de borracha e gás lacrimogêneo. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.