Repressão a protestos deixa 30 feridos em Jerusalém

Pelo menos 30 pessoas ficaram feridas em confrontos entre manifestantes palestinos e a polícia israelense neste sábado perto da mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém, segundo testemunhas citadas pela Al-Jazeera. O acesso de árabes às redondezas da mesquita, uma das mais importantes do mundo muçulmano, foi bloqueado pelas autoridades israelenses durante o fim de semana por causa do 63º aniversário da "Nakba" ("tragédia" em árabe), também chamada de "Holocausto Palestino" - a remoção forçada de pelo menos 750 mil palestinos de suas casas pelos judeus por ocasião da criação do Estado de Israel, em 1948.

AE, Agência Estado

14 de maio de 2011 | 18h21

No Egito, o governo militar bloqueou o acesso à península do Sinai para impedir que uma caravana de 35 ônibus com manifestantes pró-palestinos chegasse à fronteira com o território palestino ocupado de Gaza para participar de protestos por ocasião do aniversário da Nakba.

Segundo a agência France Presse, impedidos de deixar o Cairo, os manifestantes se concentraram na Praça Tahrir, palco das manifestações que culminaram na renúncia do presidente egípcio Hosni Mubarak no começo do ano. A Irmandade Muçulmana, principal organização de oposição no Egito, disse que o Movimento Islâmico de Resistência (Hamas), que governa o território de Gaza, pediu aos egípcios que cancelassem a planejada passeata para a fronteira, para evitar confrontos com os militares israelenses.

Khalid Mash''al, um dos líderes do Hamas, disse em comunicado postado no site da Irmandade Muçulmana que os palestinos "não podem expor os egípcios a essa responsabilidade. Não podemos pedir aos egípcios que se engajem em confronto direto com a Entidade Sionista no momento crítico pelo qual o Egito está atravessando".

Milhares de manifestantes se concentraram diante da embaixada israelense no Cairo, pedindo a expulsão do embaixador israelense e que o Egito rompa relações diplomáticas com Israel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.