Repressão a protestos já matou 24 na Líbia, diz ONG

Forças de segurança da Líbia mataram pelo menos 24 pessoas na violenta repressão aos protestos contra o regime, durante o "dia de fúria" ontem contra o líder Muamar Kadafi, segundo informou a organização não governamental pelos direitos humanos Human Rights Watch.

AE, Agência Estado

18 de fevereiro de 2011 | 09h24

O grupo sediado em Nova York, citando testemunhas, afirmou que 24 manifestantes foram mortos e dezenas ficaram feridos durante os confrontos ontem em duas cidades do país. "As autoridades devem parar de usar a força letal, a menos que seja absolutamente necessário para proteger vidas, e abrir uma investigação independente sobre os disparos", afirmou a ONG em comunicado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Líbiapolíticaprotestosmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.