Repressão mata 23 e cresce tensão sectária na Síria

Um mês após anúncio de cessar-fogo, forças do presidente Bashar Assad invadem vilarejo sunita e violência se espalha para o norte do Líbano

O Estado de S.Paulo

14 Maio 2012 | 03h06

A tensão sectária na Síria aumentou ontem com o ataque de forças do regime alauita de Bashar Assad contra um vilarejo sunita. Casas foram incendiadas, lojas sofreram saques e cinco civis morreram. No total, 19 pessoas morreram no país. A violência espalhou-se também para o Líbano, onde três pessoas morreram em Trípoli, cidade no norte do país, em choques entre partidários e opositores a Assad. Missão internacional.Sectarismo. NNA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.