Repressão no Irã preocupa órgão da ONU

O porta-voz do Alto-Comissariado de Direitos Humanos da ONU, Rupert Colville, disse ontem, em Genebra, que as prisões e detenções no Irã são evidência de "uma severa repressão". Ele citou o caso de um assessor do presidente Mahmoud Ahmadinejad, preso por seis meses por ter publicado material considerado ofensivo ao líder supremo, aiatolá Ali Khamenei. Colville também mencionou o cerco à agência Reuters, acusada de "espalhar mentiras" contra o sistema islâmico.

O Estado de S.Paulo

03 de outubro de 2012 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.