República Dominicana já soma 32 casos de cólera

Ministério da Saúde Pública assegurou intensificar as ações preventivas e de vigilância de todo o país; mortes passam de 2.000

Efe,

13 de dezembro de 2010 | 01h30

SANTO DOMINGO - A República Dominicana registrou neste domingo, 12, quatro novos casos de cólera elevando, assim, para 32 o número de doentes. Até o momento, a epidemia causou mais de 2.000 mortes

 

O Ministério da Saúde Pública local informou que os novos afetados são uma mulher de 63 anos, um adolescente de 13, um homem de 19 e outro de 49 anos, que estão "estáveis e em bom estado".

 

O órgão público explicou que os novos casos foram registrados em Santiago (norte), Elías Piña e Dajabón, estes duas últimas províncias fronteiriças com o Haiti.

 

As autoridades sanitárias asseguraram que intensificaram as ações preventivas e de vigilância em todo o país, com especial ênfase em

Santiago e Elías Piña, as duas províncias que reportaram o maior número de afetados.

 

O Ministério da Saúde Pública dominicano pediu aos cidadãos que cumpram com as orientações oficiais em relação às medidas de higiene recomendada, para evitar a propagação da doença.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.