República Dominicana quer reunião de cúpula sobre Haiti

O presidente da República Dominicana, Leonel Fernández, vai propor a realização de uma reunião de cúpula dos países doadores para o Haiti em abril, em seu país. A proposta será apresentada durante o encontro ministerial dos doadores, que se dará na próxima segunda-feira, em Montreal (Canadá), e foi antecipada por Fernández ao ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Segundo a assessoria de imprensa do Itamaraty, Amorim recebeu "com simpatia" a ideia de convocação de uma reunião de chefes de Estado, mas esquivou-se a apoiá-la neste momento. Será preciso, antes, verificar a possibilidade real de comparecimento.

DENISE CHRISPIM MARIN, Agencia Estado

23 de janeiro de 2010 | 13h00

País que divide com o Haiti a ilha de Hispaniola, no Caribe, a República Dominicana preocupa-se neste momento com a situação dos haitianos desabrigados. Fernández propõe um esforço internacional em favor da construção de casas pré-fabricadas para abrigá-los. Durante seu encontro com Amorim, o presidente dominicano informou que não houve fuga em massa de haitianos para seu país depois do segundo terremoto, no último dia 20. Fernández avaliou que a situação no Haiti está mais ou menos sob controle.

O chanceler brasileiro, que inicia visita ao Haiti neste sábado, reiterou a Fernández as ações já anunciadas pelo governo brasileiro. Entre as quais, a ajuda emergencial de US$ 15 milhões para o socorro do país e o repasse de R$ 375 milhões (US$ 212 milhões) para a reconstrução do Haiti. Amorim embarcará ainda hoje para Montreal onde, no domingo, terá um jantar com os chanceleres dos demais países doadores ao Haiti.

Tudo o que sabemos sobre:
Haititerremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.