'Republicana independente' ganha apoio

LOS ANGELES

Denise Chrispim Marin ENVIADA ESPECIAL / LOS ANGELES, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2010 | 00h00

Carly Fiorina apresenta-se pela primeira vez em uma eleição com um dos quadros mais bem preparados do Partido Republicano. Esse fato ajuda a explicar por que está ameaçando a reeleição de Barbara Boxer em um Estado tão fiel aos democratas. Sua candidatura ao Senado pela Califórnia, que representa 13% da economia dos EUA, mostra-se mais consistente do que as de suas colegas republicanas em outros Estados. Apoiadas pelo Tea Party, as também novatas Christine O"Donnell, que concorre em Delaware, e Sharron Angle, de Nevada, parecem candidatas bizarras diante de Carly.

Segundo Darry Sragow, diretor interino da Universidade do Sul da Califórnia (USC), a eleição no Estado não se vê "contaminada" pelo Tea Party porque já passou a fase da maior irritação do eleitorado com as medidas econômicas pouco eficazes do governo Barack Obama. Em sua opinião, o povo da Califórnia está vivendo um período de desilusão. E as pesquisas mostram que parte desses eleitores frustrados foi atraída pela campanha de Carly.

O Estado apresenta redutos republicanos apenas em parte das áreas agrícolas e os conservadores têm menos eleitores registrados do que o Partido Democrata. Apesar disso, Carly está no páreo de 2010 e não deve permanecer quieta em 2012.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.