Republicano diz que EUA devem ser forte aliado de Israel

O republicano John Boehner, presidente da Câmara dos Deputados nos Estados Unidos, afirmou que o compromisso dos Estados Unidos com Israel deve ser mais forte agora que o país aliado enfrenta desafios que ameaçam sua existência na volátil região do Oriente Médio.

AE-AP, Agência Estado

18 Setembro 2011 | 10h32

Em um discurso hoje na conferência do Fundo Nacional Judaico, em Cincinnati, ele descartou sugestões de que Israel se isolou e argumentou que o Estado judeu supera os outros como "um verdadeiro paraíso de liberdade e oportunidade" no Oriente Médio. Os Estados Unidos, disse Boehner, devem ficar do lado de Israel "não apenas como intermediário ou observador, mas como um forte parceiro e aliado confiável." O texto do discurso do republicado foi disponibilizado com antecedência.

As declarações surgem na véspera de uma sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, que se configura como um difícil período diplomático para Israel. A Autoridade Palestina pretende buscar o reconhecimento da condição de Estado, apesar do risco de um veto dos Estados Unidos no Conselho de Segurança da ONU e de forte objeções de Israel.

O discurso de Boehner também acontece diante de uma renovada atenção às políticas do presidente Barack Obama em relação a Israel. Os republicanos dizem que Obama não é enérgico o suficiente no que se refere a Israel, levantando questionamentos se os republicanos conseguem capitalizar tal descontentamento na conquista de eleitores judeus.

Mais conteúdo sobre:
EUA Republicanos Israel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.