Republicano estuda sair de corrida presidencial

O pré-candidato republicano Herman Cain informou ontem sua equipe de campanha está revisando sua candidatura para as eleições presidenciais de 2012 nos EUA. A decisão teria sido tomada por causa das acusações de adultério feitas contra Cain. Na segunda-feira, uma mulher afirmou que foi amante do pré-candidato durante 13 anos. A denúncia soma-se a outras acusações de assédio sexual feitas por quatro mulheres. Desde que os escândalos vieram à tona, Cain caiu nas pesquisas de intenção de voto.

O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2011 | 03h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.