Republicano ganha vaga no Senado em Massachusetts

O republicano Scott Brown conquistou nesta terça-feira a cadeira no Senado que por muito tempo foi mantida pelo ícone liberal Edward M. Kennedy, numa reviravolta que torna incerta a aprovação do plano de reestruturação da saúde proposto pelo presidente Barack Obama e mancha o final do primeiro ano de seu mandato. Com 87% das urnas apuradas para a vaga de senador pelo Estado de Massachusetts, Brown liderava a contagem com 52% dos votos, contra 47% da antiga favorita, a democrata Martha Coakley.

AE-AP, Agencia Estado

20 de janeiro de 2010 | 01h52

A derrota de Coakley sinaliza grandes problemas políticos para o partido do presidente em novembro, quando ocorrem eleições para a Câmara, o Senado e os governos estaduais. Mais imediatamente, Brown vai se tornar o 41º republicano entre os 100 senadores, o que pode permitir ao partido dele bloquear o projeto de reforma da saúde e o restante da agenda de Obama.

A eleição fez com que Massachusetts se transformasse de um reduto democrata em um campo de batalha. Na véspera do primeiro aniversário da posse de Obama, a data acabou em meio a um cenário de animosidade e ressentimento dos eleitores com o desemprego persistentemente alto, o socorro às empresas, os déficits orçamentários explosivos e a disputa partidária sobre a saúde pública.

Durante semanas considerado um azarão, Brown surfou na onda da irritação popular para, na reta final da campanha, atrair até o eleitorado de Coakley. Pesquisas mostraram que sua candidatura energizou os republicanos enquanto atraía democratas decepcionados e independentes preocupados com o rumo dos EUA. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUApolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.