Republicano sofre nova acusação de assédio

Uma quarta mulher acusou ontem de assédio sexual o pré-candidato republicano Herman Cain (foto), que chegou a liderar a disputa para enfrentar o presidente Barack Obama. Mas, diferentemente das outras, Sharon Bialek veio a público e, diante das câmeras, afirmou que Cain tentou obter vantagens sexuais em troca de ajuda para lhe arrumar um emprego. A campanha de Cain afirmou em nota à imprensa que "as acusações são falsas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.