Reprodução
Reprodução

Republicanos dão parabéns irônico a Barack Obama pelos seus 51 anos

Rivais políticos usam cartões virtuais para brincar com questões controvertidas para o líder democrata

Guilherme Russo, O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2012 | 03h03

WASHINGTON - O Comitê Nacional Republicano lançou um site que contém uma série de irônicos cartões de felicitação pelo aniversário do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que completa 51 anos neste sábado, 4. Os internautas podem escolher as mensagens associadas a personalidades americanas e estrangeiras e enviá-las a e-mails de sua escolha. Até a tarde de ontem, quase 4,3 mil parabéns tinham sido mandados, segundo o registro na página http://www.baracksbirthdaycards.com/.  

 

Veja também:

link VISÃO GLOBAL: Romney não estudou a lição de casa

link VISÃO GLOBAL: Por que não em Las Vegas?

link Curta a nossa página no Facebook

Um dos principais personagens nos cartões é o presidente venezuelano, Hugo Chávez, que no dia 13 afirmou que seu colega americano "é um bom tipo", ao mencionar a controvérsia ocorrida nos EUA depois que Obama disse que o líder bolivariano "não é um perigo" para seu país. "Desejo-lhe outros quatro anos dizendo às pessoas que não sou uma ameaça. Feliz Aniversário", diz a mensagem com o rosto de Chávez - que apertou a mão do americano e lhe deu um livro na Cúpula das Américas de 2009.

"Quero ver sua flexibilidade depois da eleição. Faço flexões por seu aniversário", diz um cartão que ostenta o presidente Vladimir Putin sem camisa, ironizando a fala de Obama a Dimitri Medvedev sobre o escudo antimísseis da Otan, que vazou por microfones supostamente desligados na Cúpula de Segurança Nuclear, na Coreia do Sul, em março. "Essa é minha última eleição, depois terei mais flexibilidade", disse o americano ao recente antecessor e discípulo político de Putin.

O ator americano George Clooney, que em maio arrecadou US$ 15 milhões para a reeleição de Obama em um jantar que cobrou US$ 40 mil de cada convidado, também aparece em um dos cartões: "Feliz aniversário. Festa na minha casa de novo?", diz a mensagem.

O próprio Obama aparece em três dos cartões. "Meu desejo de aniversário: Fazer todo mundo esquecer que fui presidente nos últimos quatro anos", afirma um deles. Em outra mensagem, o presidente "menciona" Israel - outra questão controvertida na campanha pela presidência dos EUA. "Primeiro-ministro Netanyahu, nunca recebi um cartão de aniversário do senhor", diz o texto, em ironia à relação conturbada entre os líderes.

O outro cartão com a imagem de Obama mostra o presidente com um taco de golfe nas mãos, ironizando a controvérsia de 17 de junho, quando ele foi criticado por jogar sua centésima partida do esporte desde que assumiu, "quatro vezes mais" que seu antecessor, George W. Bush, com o mesmo tempo de governo. "Espero que alguém me consiga uma outra partida de golfe."

Dois dos links publicados com os cartões pedem doações à campanha republicana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.