Republicanos de Iowa escolhem candidato presidencial

Os republicanos de Iowa se preparam para dar os primeiros votos da disputa que inicia, nesta noite, a escolha do candidato que vai concorrer com o presidente Barack Obama nas eleições presidenciais de novembro.

AE, Agência Estado

03 de janeiro de 2012 | 12h26

Pesquisas indicam que a corrida em Iowa se transformou numa disputa entre três homens: Mitt Romney, que está na frente,

Ron Paul e Rick Santorum, que está ganhando terreno rapidamente entre os eleitores do Estado do meio-oeste.

"Vamos vencer", declarou Romney, ex-governador de Massachusetts, durante um comício na segunda-feira. Mas este resultado não é certo, já que ele está tecnicamente empatado com o deputado pelo Texas Ron Paul, que encontrou em Iowa um terreno fértil para suas mensagens contra a guerra e sobre os direitos dos Estados na federação.

Santorum, ex-senador pela Pensilvânia, também está conquistando eleitores de seus dois opositores, principalmente entre cristãos conservadores, por causa de sua visão contrária ao aborto.

Mas Romney pode superar os desafios em razão a visão entre os republicanos de que ele é o candidato com mais chances de derrotar Obama. O presidente está vulnerável em razão da situação da economia norte-americana e das altas taxas de desemprego, na medida em que o país demora a se recuperar a recessão, registrada entre 2007 e 2009.

Os republicanos de Iowa se reunirão às 23h (horário de Brasília) para sessões que duram duas horas. Nas salas de casas, auditórios escolares e bibliotecas, os eleitores ouvirão os representantes locais dos candidatos antes de escreverem o nome do escolhido em pedaços de pape,l que são entregues a cada participante do caucus.

Embora um pequeno porcentual de habitantes de Iowa compareça ao caucuses - cerca de 120 mil republicanos participaram em 2008 e isso foi um recorde - os votos do Estado têm importância muito grande no processo de indicação. Trata-se do primeiro teste de popularidade dos candidatos e mostra sua habilidade de organização, o que é particularmente importante, já que a campanha pela indicação se estende por eleições primárias e caucuses em todos os 50 Estados e não termina até o final de junho. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAcaucusIowa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.