Republicanos ridicularizam prêmio Nobel de Obama

Políticos republicanos nos Estados Unidos consideraram o Prêmio Nobel da Paz concedido ao presidente norte-americano, Barack Obama, tão ultrajante que estão usando o fato para arrecadar contribuições de campanha.

AE-AP, Agencia Estado

10 de outubro de 2009 | 19h44

Obama venceu o prêmio "por ser incrível", diz uma carta republicana para arrecadação de fundos, ridicularizando o fato. Isso mostra "o quão sem importância se tornou um prêmio que já foi honorável e respeitado", continua a carta, assinada pelo presidente do Comitê Nacional Republicano, Michael S. Steele. Segundo ele, Obama ainda não realizou o suficiente para merecer o prêmio.

Vários políticos democratas e independentes expressaram opinião semelhante, embora em termos menos bombásticos.

O presidente russo, Dmitri Medvedev, por sua vez, disse que o prêmio servirá como incentivo adicional para a ampliação da cooperação entre EUA e Rússia.

O líder cubano Fidel Castro qualificou hoje de "positiva" a concessão do prêmio a Obama, embora tenha dito que se tratava mais de um ato de repúdio ao ex-presidente George W. Bush do que de reconhecimento a algo de concreto que Obama tenha realizado.

Tudo o que sabemos sobre:
ObamaNobel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.