Republicanos saem na frente entre os governadores

Até às 4h00 (horário de Brasília), cinco estados já tinham definidos os nomes de seus novos governadores. Jeb Bush (Flórida), Robert Ehrlich (Marylan), George Pataki (Nova York), Rod Blagojevich (Illinois) e Ed Rendell (Pensilvânia). Na disputa para a eleição de 36 governadores, o destaque é a reeleição do republicano Jeb Bush, irmão do presidente dos EUA, George W. Bush, no estado da Flórida. Ele derrotou o democrata Bill McBride e se tornou o primeiro republicano na história a conseguir se reeleger no estado. Com 50% dos votos apurados, Bush somava 58% e McBride 41% dos votos. A Flórida tem 16 milhões de habitantes e um eleitorado diversificado como negros, hispânicos, entre eles 700 mil de origem cubanos, e pessoas da terceira idade. O Estado é uma amostra da variedade étnica e da divisão política nos EUA. Em 2000, nas eleições presidenciais, George W. Bush venceu o democrata Al Gore depois de uma polêmica vitória na Flórida. A diferença foi de 537 votos de um total de 6 milhões de votos válidos. Em Maryland, o republicano Robert Ehrlich derrotou a democrata Kathleen Kennedy Townend, filha de Robert Kennedy. Ehrilch é o primeiro republicano eleito no Estado desde 1966. Sua vitória é apontada como uma surpresa. Em Nova York, o atual governador, o republicano George Pataki, foi reeleito. Ele derrotou o democrata Carl McCall. No Texas, estado do presidente George W. Bush, os republicanos mantiveram a hegemonia ao reeleger Rick Perry, que derrotou o democrata Tony Sdanchez. Já os democratas confirmaram até o momento dois governadores eleitos. Rod Blagojevich venceu o republicano George Ryan, em Illinois, e Ed Rendell bateu Mike Fisher, na Pensilvânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.