Resgate de mineiros deve começar na quarta-feira

Parte superior do túnel deve ser reforçada com metal.

BBC Brasil, BBC

09 de outubro de 2010 | 22h15

Golborne recepciona a primeira-dama Cecilia Morel que foi ao local

A evacuação dos 33 mineiros presos em uma mina no Chile desde agosto deve começar na próxima quarta-feira, disse neste sábado o ministro das Mineração do país.

Laurence Golborne fez as declarações após o término na manhã deste sábado da perfuração de um túnel de quase 700 metros da superfície até o local onde os mineiros estão.

O ministro disse que será necessário reforçar com metal uma parte do túnel, os 96 metros superiores, operação que deve durar um dia e meio.

Golborne disse que os mineiros vão ser resgatados em três grupos, os mais em forma primeiro, seguidos pelos mais fracos e por último, pelos mais fortes, após serem examinados ainda no subsolo por um médico que será enviado ao local.

Ele disse que "até agora tudo está indo bem" embora ressalte que esta "não é uma operação livre de riscos". O ministro afirmou que os homens estão "animados".

Perfuração

Às 8h02 deste sábado (9h02 de Brasília), veio a notícia que tanto se esperava na mina San José, no Chile: a máquina perfuradora T-130 chegou ao local onde estão os 33 mineiros presos no subterrâneo desde o dia 5 de agosto.

Uma sirene e fortes ruídos de buzinas anunciaram que o chamado "Plano B" do trabalho de resgate havia conseguido romper as últimas rochas para abrir o poço pelo qual os mineiros poderão ser retirados, de uma profundidade de 622 metros.

Membros das equipes de resgate e familiares dos mineiros se juntaram nos abraços. Gritos de "Força, mineiros!" e "Vivam os mineiros!" também eram ouvidos.

"É curioso, precisamos de 33 dias de perfuração para resgatar os 33 mineiros", disse Golborne, ao anunciar oficialmente o fim da perfuração.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
mineiroschileresgatemina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.