, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2010 | 00h00

Equipes de resgate do Chile adiantaram ontem a data para a retirada dos 33 mineiros presos há quase 50 dias num túnel 700 metros abaixo da superfície, na cidade de Copiapó. Inicialmente, os técnicos disseram que o grupo seria retirado no início de novembro. Mas, ontem, o engenheiro Miguel Fortt Zanoni, que trabalha nas perfurações, admitiu, sem dar detalhes, que o desfecho "pode ocorrer antes" do previsto. A notícia deu novo ânimo aos parentes. O governo, porém, manteve a previsão inicial, para evitar euforia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.