Resgate tenta salvar mineiros russos soterrados

Equipes de salvamento tem salvar 46 mineiros, que foram soterrados pelo desmoronamento da entrada de uma mina no sul da Rússia. Os mineiros estavam trabalhando a 800 metros de profundidade, quando a água de um lago subterrâneo vazou sobre eles, bloqueando sua saída para superfície, de acordo com o coronel Viktor Shkareda, chefe do departamento de emergência.Havia 71 mineiros trabalhando na mina Zapadnaya, na região do rio Don, a cerca de 1.000 quilômetros ao sul de Moscou, quando o acidente aconteceu. Segundo Shkareda, 25 mineiros conseguiram escapar, mas não houve contato com os que ficaram.As esperanças giram em torno da chance de eles terem conseguido alcançar um pequeno bolsão de ar a cerca de 800 metros da superfície. A calamidade na região de Rostov-on-Don a última de uma série de acidentes em minas na vasta rede de minas dilapidadas da Rússia.As autoridades dizem que as equipes de resgate precisam de ao menos dois dias para chegar aos mineiros. As chances de sobrevivência dependem de com que rapidez eles conseguiram chegar aos patamares não inundados da mina Zapadnaya-Kapitalnaya, construída há mais de 60 anos. Pode haver ar suficiente para os dois dias que durariam os resgates. Perto da mina, parentes aos prantos, mulheres e crianças iamde carro em carro da polícia e das equipes de resgate, tentando obter informações sobre seus maridos e pais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.