Residência de embaixador recebe ataque de granada em Caracas

A residência do embaixador da Argélia em Caracas, Mohammed Khelladi, foi atacada com uma granada de fragmentação lançada por desconhecidos. Não houve feridos em conseqüência da explosão e ninguém ainda foi detido. O conselheiro Abdela Aziz Yafri confirmou que às 22h15 da quinta-feira um grupo de desconhecidos lançou a granada contra a residência do diplomata argelino, localizada em um bairro residencial a leste de Caracas, capital da Venezuela.Um porta-voz da embaixada disse que o explosivo atingiu o estacionamento da residência e causou danos leves em dois veículos e nas paredes da entrada do edifício. O conselheiro diplomático repudiou o fato e comentou para a televisão Globovisión que o incidente representa "um ato de terrorismo contra os povos da Venezuela e da Argélia". Uma equipe da polícia governamental se dirigiu nesta sexta-feira à residência do embaixador argelino para iniciar as investigações.O atentado contra a representação da Argélia coincidiu com algumas ameaças de bomba recebidas na quinta-feira pelas embaixadas da Alemanha, Austrália, Canadá e Uruguai, obrigando a polícia a desocupar as sedes diplomáticas por medida de precaução. Os incidentes ocorrem em meio a um tenso ambiente diante dos crescentes confrontos no país durante a greve nacional promovida pela oposição, que já dura 40 dias, para pressionar pela renúncia do presidente Hugo Chávez e pela convocação imediata de eleições.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.