Resistência iraquiana intensifica ataques

Novos ataques a bomba deixaram pelo menos sete soldados americanos feridos em Bagdá e em cidades ao norte e a oeste da capital, levando o comandante das forças dos EUA no Iraque a admitir que a resistência iraquiana intensificou suas operações nas últimas semanas. Também hoje, tropas da 4ª Divisão de Infantaria dos EUA prenderam mais de uma dezena de suspeitos, incluindo um ex-general, em buscas durante a madrugada ao norte de Bagdá.O atentado na capital ocorreu quando um comboio passava por um túnel no centro da cidade, ferindo levemente dois soldados dos EUA. Em Faluja, testemunhas relataram que quatro americanos foram retirados em macas depois que uma bomba explodiu na passagem de um comboio de três veículos. O Exército dos EUA não comentou imediatamente o incidente. Depois do ataque, moradores comemoraram, saquearam e incendiaram um veículo danificado. Foi o terceiro ataque contra tropas americanas na região de Faluja, oeste de Bagdá, em três dias.Em Mosul, ao norte, um soldado dos EUA ficou levemente ferido quando uma bomba explodiu na frente de seu veículo.Em Bagdá, o comandante das forças americanas, general Ricardo Sanchez, admitiu que os ataques contra suas tropas se intensificaram nas últimas semanas. "Tínhamos uma média de 20 a 25 confrontos diários", disse. "Nas últimas três semanas passaram a ser 35".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.