Resistência islâmica e Arafat não aceitam pressões, diz Hamas

Ahmed Yassin, guia espiritual do movimento fundamentalista islâmico Hamas, disse hoje que nem a resistência nem o presidente Yasser Arafat se dobrarão às pressões norte-americanas para um cessar-fogo com Israel. "EUA e Israel pressionam o presidente Arafat para fazê-lo aceitar o que eles querem", disse Yassin perante uma multidão de 3 mil pessoas no campo de refugiados de Jabaliya, na Faixa de Gaza."Com o plano Tenet (do diretor da CIA, George Tenet), querem induzir-nos a abandonar a resistência, levantar a bandeira branca e (assim) continuarem ocupando nossas terras", acrescentou. "Mas o quê se pretende de Arafat, que capitule e entregue sua pátria e sua nação? Que contenha a mão dos combatentes da resistência e permita que eles sejam detidos e processados?", gritou Yassim à multidão. Na noite passada, Arafat disse que aceitava sem condições a nova iniciativa dos EUA com a iminente visita ao Oriente Médio do secretário de Estado Colin Ppowell. Não se sabe até que ponto Yassim estava informado sobre esses fatos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.