Viacheslav Ratynskyi/REUTERS
Viacheslav Ratynskyi/REUTERS

Resistência ucraniana: Veja imagens e histórias de civis que lutam para barrar as tropas russas

Apesar da superioridade numérica, Moscou tem dificuldade para avançar

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de março de 2022 | 12h00

Apesar da superioridade numérica, tropas russas têm tido dificuldade para avançar em alguns pontos da Ucrânia, como nas duas principais cidades do país, Kiev e Kharkiv, graças à resistência feroz do Exército ucraniano, ajudado por civis armados com fuzis e coquetéis molotov. 

A mobilização civil é evidente em todo o país. Homens e mulheres de todas as idades, muitos deles sem qualquer experiência prévia, se juntaram ao Exército em um movimento que vem sendo visto como um ato de desespero, mas também de coragem. À eles, somam-se voluntários que trabalham dia e noite na confecção de bombas caseiras, na distribuição de mantimentos e em hospitais.

Confira algumas dessas histórias:

Na Ucrânia, resistência civil transforma vilarejos bucólicos em trincheiras

Vizinhos preparam trincheiras e barreiras para defender Kiev de ataque russo

Marmitas, coquetéis molotv e treinamentos: ucranianos contam como estão resistindo à invasão russa

Famosa cervejaria em cidade ucraniana para produção e agora fabrica coquetéis molotov

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.