Resolução da ONU é declaração de guerra, diz Sudão

O exército do Sudão considerou a resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre os massacres de Darfur uma "declaração de guerra". A informação foi divulgada pelo porta-voz militar, o general Moammed Beshir Suleiman. O general Suleiman, citado hoje pelo jornal árabe Al Hayay, disse que "a resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre Darfur é uma declaração de guerra contra o Sudão e seu povo". ?O exército sudanês está pronto para fazer frente aos inimigos por terra, mar e ar", acrescentou o militar. De acordo com o porta-voz, o limite de 30 dias estabelecido pela resolução é só um "período preparatório" para lançar a guerra ao Sudão. O Conselho de Segurança aprovou na quinta-feira passada, com 13 votos de 15, uma resolução que ameaça o governo de Cartum com algumas "medidas" caso a violência das milícias árabes contra a população de Darfur não acabe em 30 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.