Resolução sobre o Iraque "precisa melhorar", diz França

A proposta anglo-americana de uma resolução da ONU para disciplinar o fim da ocupação do Iraque ?precisa melhorar?, disse o chanceler francês Michel Barnier, um dia depois de EUA e Grã-Bretanha terem apresentado o texto à apreciação do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Barnier não quis dar detalhes, mas disse que a França seria ?franca? com os autores da proposta a fim de torná-la ?digna de crédito perante o povo iraquiano e a comunidade internacional?. Apresentada numa reunião fechada com Conselho de Segurança, a resolução propõe transferir ?autoridade de governo? para uma administração provisória ao final do próximo mês. No entanto, o texto autoriza a permanência de uma força militar internacional no país, com autoridade para manter a segurança. Segundo o porta-voz da Casa Branca, Scott McClellan, os EUA pretendem continuar chefiando essa força. Em entrevista publicada no jornal francês Le Figaro, Barnier pediu uma ?mesa redonda? com as principais forças políticas do Iraque, e disse que o governo provisório ?só terá credibilidade se tiver poder real?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.