Responsável por atentado foge da prisão na Indonésia

Wirahadi foi condenado a 19 anos por matar três pessoas com uma bomba em um restaurante das ilhas Célebes

07 de janeiro de 2008 | 05h02

O preso indonésio Wirahadi, condenado a 19 anos por colocar a bomba que em 2002 matou três pessoas em um restaurante das ilhas Célebes, fugiu da prisão em companhia de outro detento condenado a 15 anos por assassinato. O jornal "Kompas" informou nesta segunda que os dois presos, que dividiam uma cela, fugiram no domingo da penitenciária de Gunung Sari, em Makassar, utilizando uma corda para pular o muro da penitenciária. Wirahadi, conhecido como Hadi, de 25 anos, foi condenado em 2003 pelo atentado que um ano antes matou três pessoas em um restaurante de uma cadeia internacional de fast-food em Makassar. O outro preso, Marcus Huwae, cumpria pena de 15 anos por assassinato. O sul de Célebes foi alvo em 2001 e 2002 de violentos enfrentamentos entre as comunidades muçulmana e cristã. A região sofre com a ação do grupo Jemaah Islamiya, considerado o braço da Al Qaeda no Sudeste Asiático, e abrigou vários campos para o treinamento de terroristas.

Tudo o que sabemos sobre:
PresoIndonésia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.