Restaurante que servia o sorvete mais caro fecha suas portas

Razão do fechamento pode ser o descobrimento de pelo menos um rato e mais de 100 baratas vivos no local

Efe,

15 de novembro de 2007 | 20h41

O restaurante nova-iorquino Serendipity 3, onde na semana passada começou a ser servido o sorvete mais caro do mundo, avaliado em US$ 25 mil, fechou nesta quinta-feira, 15, suas portas por ordem do Departamento de Saúde da Big Apple. Pouco tempo os fãs de pratos de luxo tiveram para provar a sobremesa que, até agora, figurava no Guinness Book por ser a mais cara do mundo, já que o restaurante que o oferecia teve de fechar por culpa dos roedores e baratas que habitavam suas instalações. O Serendipity 3, situado no seleto bairro de Upper East Side, amanheceu esta quinta-feira, 15, com um cartaz em sua porta que anunciava seu fechamento e os términos de suas atividades como local dedicado à hotelaria, embora não se saiba ainda por quanto tempo. A razão, segundo informa o canal de TV "Fox 5", poderia ser o descobrimento, por parte das autoridades sanitárias da cidade, de "pelo menos um rato e mais de 100 baratas vivos no local". Também teriam sido encontrados vestígios de urina dos roedores em vários cantos do restaurante, além de várias moscas. Situado em pleno centro de um dos bairros mais elegantes e caros de Manhattan, o Serendipity 3 ganhou muita fama ao aparecer em vários filmes e séries de TV, e tornou-se um dos locais preferidos pelos famosos para "apreciar" sobremesas com preços exagerados. A última a fazer parte do menu foi um sorvete que tinha cinco gramas de ouro comestível de 23 quilates, cuja imagem deu a volta ao mundo na semana passada quando foi apresentado em Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:
Serendipitysorvete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.