Restos de ex-presidente de Chipre são roubados

Motivos do crime, ocorrido na véspera do aniversário de um ano da morte, não estão claros.

BBC Brasil, BBC

11 de dezembro de 2009 | 16h24

Os restos mortais do ex-presidente cipriota Tassos Papadopoulos foram roubados do cemitério na capital, Nicósia, disse a polícia do país nesta sexta-feira.

Os motivos do crime não estão claros, segundo investigadores.

A polícia afirmou que os criminosos trabalharam sob uma chuva torrencial e ergueram uma lápide de mármore de 250 kg para realizar o roubo.

Neste sábado completa-se um ano da morte de Papadopoulos, causada por câncer de pulmão.

Políticos cipriotas disseram que o roubo foi "um sacrilégio".

Plebiscito

Papadopoulos foi presidente de Chipre entre 2003 e 2008, não conseguindo se reeleger no ano passado, aos 74 anos de idade.

Sua administração foi marcada pelo ingresso de Chipre na União Europeia em 2004 e pela rejeição popular ao plano de paz e união entre as partes grega (ao sul) e turca (ao norte) da ilha, proposto pela ONU em 2005.

Seus discursos contra a proposta foram considerados importantes para que a maioria grega votasse pelo não em um plebiscito realizado naquele ano sobre o tema.

A população turca votou em massa pelo sim, na ocasião.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
chiprepapadopoulosnicósia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.