Restos de García Lorca não são achados em Granada

Os restos do poeta espanhol Federico García Lorca não estão enterrados em uma vala comum em Alfacar, em Granada, informou hoje, em comunicado, o governo regional da Andaluzia. Historiadores acreditavam até o momento que o escritor estava enterrado no local.

AE-AP, Agencia Estado

18 de dezembro de 2009 | 11h00

O governo regional informou que não apareceram restos humanos nem sinais de disparos na zona de Alfacar, onde se acreditava que García Lorca havia sido enterrado junto a outras quatro pessoas fuziladas pelas tropas franquistas em 1936, no início da Guerra Civil Espanhola. O Executivo andaluz anunciou também que irá encerrar os trabalhos de exumação no local.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaGarcía LorcaGranada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.