Resultado das eleições no Zimbábue deve sair nesta segunda

Segundo Comissão Eleitoral, atraso se deve a uma 'verificação meticulosa' dos votos; clima é tenso no país

Reuters e Associated Press,

30 de março de 2008 | 22h18

Os resultados oficiais das eleições no Zimbábue devem ser liberados até as 6 horas local (uma da madrugada de Brasília) desta segunda-feira, 31, informou a Comissão Eleitoral. No entanto, o principal partido de oposição, o MDC, afirmou neste domingo, 30, que está com uma vantagem  nos resultados preliminares. O atraso gerou preocupações no país.   Governo zimbabuano alerta oposição por declaração de vitória Oposição diz que lidera a votação no Zimbábue Eleições terminam no Zimbábue sob ameaça de fraudes   O presidente da comissão, George Chiweshe, disse que os resultados estão atrasados pela "necessidade de uma verificação meticulosa". A liberação dos resultados vão acontecer 35 horas depois de as apurações terem sido iniciadas, em meio a preocupações de que o partido do presidente Robert Mugabe estivesse tentando sondar os resultados. "Este não é um grande atraso. O resultado está muito adiantado... Certamente, dois dias são um tempo justo para uma eleição desta magnitude", disse Chiweshe ao jornal Conference.   Sem nenhum anúncio oficial dos resultados até esta noite, as tensões estavam maiores em Harare. A polícia anti-motins e outras forças de segurança foram reforçadas nos subúrbios densamente povoados, segundo observadores eleitorais independentes.   O chefe da missão de observadores do Parlamento Pan-africano disse que estavam seguros que muitos resultados eram conhecidos, e advertiu às autoridades para não demorarem no anúncio.   "Tratamos de exercer a maior restrição possível a fim de não contribuir com o deterioração da situação de segurança", afirmou Noel Kututva, ao explicar o motivo de a Organização de Respaldo Eleitoral, grupo independente de observadores, não revelar resultados. "Claramente a demora exacerba as especulações de que algo não está bem".

Tudo o que sabemos sobre:
Zimbábueeleições no Zimbábue

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.